Porque a maioria dos programas de engajamento não conseguem gerar valor

Porque a maioria dos programas de engajamento não conseguem gerar valor

Our Thinking / Voice on Growth Economies /

Porque a maioria dos programas de engajamento não conseguem gerar valor
Veja também:
Calendar21 Agosto 2018

Uma abordagem empática ao engajamento dos funcionários pode parecer bastante simples como um conceito, mas garantir que ela seja executada de forma eficaz requer uma grande mudança em relação aos métodos mais tradicionais adotados pela maioria das organizações. Há quem pergunte: "Não somos empáticos ao realizar pesquisas de engajamento dos funcionários para entender melhor a experiência deles no trabalho?". Digamos que sim, até certo ponto — mas, na realidade, a pesquisa é apenas o primeiro passo. O princípio da empatia deve se aplicar não apenas ao processo de pesquisa, mas a todos os aspectos da jornada de engajamento dos funcionários, especialmente às atividades relacionadas à pós-pesquisa, como o planejamento de ações. Qualquer intervenção realizada como resultado do planejamento de ações precisa estar imersa no contexto do funcionário e, portanto, as organizações precisam confiar na "voz do funcionário" em cada uma as etapas do processo de elaboração dessas intervenções. De maneira geral, os "grupos focais" não são representativos das necessidades da grande variedade de microssegmentos na população de funcionários, quando considerados de uma perspectiva sociodemográfica e de preferências.

Uma parte fundamental de uma organização que se torna mais empática é fortalecer suas análises da experiência do funcionário por meio do mapeamento da jornada e das fases preliminares — para ilustrar a jornada de um funcionário ao longo do tempo. Às vezes, outros componentes são adicionados, como pontos altos (momentos que atraem a maior recepção dos funcionários), interrupções (áreas que provavelmente recebem diferentes graus de receptividade, levando a uma menor percepção positiva por parte de alguns funcionários), emoções (reações psicológicas a determinadas mudanças, que os empregadores podem prever definindo personas de funcionários) e pontos de contato (a conexão entre as várias partes de uma experiência holística do funcionário dentro de uma organização). Isso nos ajuda a entender os blocos de construção que são característicos de cada organização e mostra os processos que oferecem experiências de alto engajamento para os funcionários.

BAIXE O APLICATIVO


  Saber mais
Preencha o formulário abaixo para receber o relatório na sua caixa de entrada.
*Campo Obrigatório