As startups se destacam por serem empresas com crescimento acelerado que não inovam apenas ao oferecer produtos com investimentos mais acessíveis e de qualidade, mas também por criar uma nova cultura empresarial, o que exige uma gestão altamente profissional e alinhada a estas características de inovação, transformação e agilidade. 



Já se foi o tempo que uma startup era apenas uma evolução mais tecnológica de uma empresa de garagem, na maior parte das vezes dirigida por jovens aventureiros de camiseta e tênis. O mercado de startups bate recordes de crescimento. De acordo com a Abstartups (Associação Brasileira de Startups) — sim, já existe até uma associação deste tipo de empresa — de 2015 a 2019, o número de startups saltou de 4.151 para 12.727, com um aumento invejável de 207% atuando em diferentes e relevantes segmentos da economia.

 

Ainda segundo a Abstartups, a importância deste tipo de empreendimento vai além de um modismo, elas são o futuro, mas trabalhando em conjunto com as empresas tradicionais em acelerado processo de transformação. Estão sempre um passo à frente na curva de aprendizado e mostram soluções para problemas novos e antigos. Mesmo que apenas uma em cada quatro startups sobrevivam nos cinco primeiros anos, cada uma que sobrevive tem um impacto gigantesco no mercado. Na medida em que o mundo transformou-se em um mundo de parcerias e que hoje todo o sistema econômico busca soluções, participações ou mesmo a criação de Hub´s de startups, o percentual que sobreviverá é cada vez maior.

 

Por conta desse crescimento robusto, cada vez mais os investidores têm apostado nesse segmento, o que fortalece a necessidade de se contar com uma estrutura organizacional condizente com a realidade e que facilite alguns aspectos essenciais de gestão, como: disputa pelos melhores talentos, capacidade para enfrentar mudanças constantes, incorporação de novas tecnologias, a interlocução com um público mais jovem e modelos de negócio inovadores sem perder o DNA que caracteriza uma startup.

 

Também é difícil descolar o rótulo de tecnologia das startups, já que a maioria delas se propõe a oferecer produtos e serviços, inéditos ou existentes, utilizando a tecnologia como fator de inovação, constituindo um ecossistema complexo e diversificado, com uma cultura corporativa própria. Se há alguns anos o modelo de startups era impensável, hoje assistimos o surgimento de inúmeras empresas com este perfil, o que serve para oxigenar o mercado e fazer com que até as organizações mais tradicionais percebam a necessidade da transformação.
 

 

Sem boa gestão, sem resultados

 

Embora o ambiente das startups seja de inovação e tecnologia, o segredo para se alcançar bons resultados está na gestão. De nada adiantam boas ideias, propostas disruptivas, sem uma visão organizacional inteligente como alicerce, mas que respeite a essência de uma startup.

 

Contar com uma boa gestão desde o início das atividades vai facilitar o desenvolvimento da startup, permitindo que alcance o estágio de unicórnio ou até de decacórnio de uma forma muito mais acelerada, mesmo que a empresa ainda esteja no estágio de founders, das séries de captação de recursos com investidores anjo, venture capital, private equity ou mesmo que já tenha se transformado em unicórnio, estando próxima de um IPO.

 

Neste momento é que a experiência e a expertise da Mercer fazem a diferença. As metodologias ágeis que criamos são capazes de potencializar o crescimento sustentável de uma startup, por meio de uma boa gestão do seu plano de cargos, do desenho das estratégias envolvendo a remuneração fixa, os modelos de incentivo de curto prazo, com foco em premiação e no desenvolvimento de programas de incentivos de longo prazo através de partnership, que propiciem aos seus principais talentos a participação na geração de valor do negócio, permitindo assim maior engajamento com a empresa. Aliás, estes programas de partnership são o grande diferencial das startups em relação às empresas tradicionais que não o praticam.
 

 

Benefícios inteligentes

 

À medida que crescem e ganham maturidade, as startups precisam de suporte para atrair e reter os profissionais mais inovadores e qualificados. Para isso, é necessário que as recompensas – principalmente os incentivos de longo prazo – estimulem a construção de uma parceria entre os profissionais e a startup, visando seu crescimento futuro.

 

Uma das principais parcelas de remuneração para os profissionais das startups está ligada ao salário emocional. Na estratégia de remuneração são considerados aspectos que vão além dos pacotes tradicionais de compensação total como a importância de um propósito relevante do ponto de vista social, de um trabalho que tenha significado para as pessoas, uma carreira e suas trilhas que possam ser desenvolvidas através da troca de conhecimentos atualizados e revestidas de um ambiente e uma cultura geradora de bem-estar: horário flexível, home office onde aplicável, layouts inclusivos e diversidade na sua forma mais ampla. Diversidade (nacionalidade, idade, origem social, condição física, credo, raça e gênero) é o que tem em comum algumas das empresas mais inovadoras e de maior valor de mercado do mundo.

 

A questão da remuneração também é vista sob um novo prisma. Ela precisa assegurar a dignidade do colaborador. Não podemos esquecer da necessidade de que as lideranças tenham um storytelling inspirador, que faça com que as pessoas os vejam como exemplos a serem seguidos, em outras palavras a liderança inspiradora é um dos principais componentes da remuneração dos profissionais pertencentes a qualquer geração.

Mas como fazer a gestão de remuneração de um segmento tão específico, com novos cargos, estruturas enxutas e com desafios sem precedentes?


A Mercer pode ajudá-lo com:

 

 Desenho de planos de cargos e salários flexível e alinhado à cultura digital

 Estratégias de incentivo de curto prazo:

  • Programas de participação nos lucros ou resultados
  • Programas de bônus
  • Programas de incentivo para a força de vendas
  • Programas de premiação, entre outros 

 Estratégias de incentivo de longo prazo:

  • Programas de partnership
  • Programas de opções
  • Programas de ações restritas
  • Programas de bônus de longo prazo
  • Programas de matching, entre outros

 Desenhos de trilhas de carreira em conjunto com nossos profissionais de talent strategy
 

 

Para buscar as melhores soluções para os seus desafios, atuamos de maneira diferenciada:

 

Metodologia ágil

Oferecemos um programa ágil, que leva em torno de 2 a 4 semanas, com uma visão de consultoria alinhada ao mundo digital, consumindo poucas horas dos executivos e entregando soluções já amplamente testadas pelos nossos clientes e de sucesso.

 

Custo que cabe no seu bolso

Um custo que “cabe no bolso” das startups, pois demandam menos horas de trabalho no projeto, já que podemos reunir todos os decisores ao redor da mesa de uma só vez.

 

Para implementar a gestão compatível com a natureza de atuação de uma startup, sua empresa pode contar com a melhor assessoria. A Mercer conta com consultores especializados e uma rede de parceiros com ferramentas digitais.

Fale conosco

Ficou com alguma dúvida sobre esse tema ou quer saber mais sobre como atuamos nessa área? Preencha o formulário abaixo e em breve um dos nossos especialistas entrará em contato.

*Campo Obrigatório