Diante do cenário atual, os fundos de pensão têm encontrado dificuldades na escolha de ativos em relação aos investimentos locais, o que acende uma luz para explorar a diversificação internacional.

 

Porém, considerando o limite de 10% para investimentos internacionais, entendemos que é complicado expandir o portfólio. Mas existem outras formas de aumentar essa participação, uma delas, através de alternativas diversificadas, como os BDRs de ETFs, por exemplo.

 

Além de alternativas diversificadas é preciso ter um bom planejamento em relação aos processos de aplicação e seleção de fundos, estratégias internacionais e um monitoramento recorrente desses investimentos.

 

Por isso, a Mercer e a BlackRock, se uniram para compartilhar suas experiências sobre esse tema e quais as melhores diretrizes a seguir no futuro. Além da participação especial de Jorge Simino, Diretor de Investimentos da Vivest, compartilhando experiências e desafios sobre diversificação internacional e a importância desse tipo de investimento.

 

Assista à gravação do evento ou se preferir, baixe o conteúdo apresentado.

Fale conosco

Nossos especialistas estão à disposição para conversar sobre o tema. Preencha o formulário abaixo e em breve entraremos em contato.

*Campo Obrigatório